Início » Estrutura dos vasos sanguíneos – Artérias

Estrutura dos vasos sanguíneos – Artérias

Introdução

Falaaa Doc, tudo bem? Os vasos sanguíneos são estruturas tubulares por onde circula o sangue no nosso corpo ❤. É como se fosse uma rede de distribuição, que leva água, nutrientes e oxigênio para os tecidos. Hoje falaremos especificamente sobre o sistema arterial, que é o responsável pela irrigação dos diversos sistemas.

Composição

Com exceção dos menores, as paredes de todos os vasos sanguíneos são compostas por três camadas distintas:

  • A 1ª camada (túnica externa) é composta por tecido conjuntivo frouxo;
  • A 2ª (túnica média), por camadas de células musculares lisas (CML) concêntricas;
  • A 3ª (túnica íntima) é composta por uma única camada de células endoteliais associada a tecido conjuntivo subendotelial.

Artéria típica. Nos demais tipos, não há a presença da membrana elástica na túnica íntima. Fonte: GROSSMAN, Sheila C. PORTH, Carol Mattson. Fisiopatologia. 9. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2016. p. 1147.

Endotélio

Doc, o endotélio é o revestimento interno do sistema vascular, formado por células endoteliais. Ele tem aproximadamente 100.000 Km (😵) de tamanho se for considerado o revestimento de todos os vasos sanguíneos. Além disso, é uma membrana semipermeável que tem várias funções:

  • Controla a transferência de moléculas através da parede vascular;
  • Tem papel importante na adesão das plaquetas (no processo de coagulação, portanto);
  • Participa do controle do fluxo sanguíneo (e da resistência vascular);
  • Auxilia no metabolismo de hormônios;
  • Tem papel na regulação de reações imunológicas e inflamatórias;
  • Elaboração de fatores que influenciam o crescimento de outros tipos de células (CML, por exemplo).

Células Musculares Lisas (CML)

As CML do sistema muscular estão presentes, predominante, na túnica média e são responsáveis por produzir vasoconstrição e/ou dilatação dos vasos sanguíneos.

Essas células são inervadas por nervos vasomotores do sistema nervoso autônomo simpático. Esses nervos e alguns hormônios circulantes são responsáveis pela vasoconstrição das paredes dos vasos. As terminações nervosas liberam norepinefrina na periferia da túnica média. O estímulo gerado sobre as CML se propaga pelas gap junctions, provocando a contração de toda a camada de células musculares, e causando vasoconstrição. As CML vasculares também:

  • Sintetizam colágeno, elastina e outros componentes da matriz extracelular (MEC);
  • Elaboram fatores de crescimento e citocinas;
  • e depois de uma lesão vascular, migram para a túnica íntima e
    proliferam.

Por isso, Doc, as CMLs também são importantes no processo de reparação vascular.

Tipos de vasos sanguíneos

Artérias de grande calibre – Elásticas

As artérias elásticas atuam como tubos de condução. A túnica íntima da artéria elástica consiste em endotélio, tecido conjuntivo subendotelial e uma lâmina elástica interna. Já a túnica média das artérias elásticas consiste em várias camadas de CML vasculares, intercaladas com fibras elásticas. E a túnica adventícia dela é uma camada de tecido conjuntivo fina. Isso confere à elas a característica de contratilidade e elasticidade. A função dessas artérias é o transporte de sangue para fora do coração e a manutenção da pressão arterial. Como exemplos de artéria elástica podemos citar a Aorta e as carótidas. Ahhh, vale lembrar que nessas artérias há a presença dos vasa vasorum, Doc!😎

ROSS, Wojciech Pawlina. Histologia: Texto e Atlas. 7. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016. p. 647.

Artérias de médio calibre – Musculares

Aqui, a túnica íntima é mais fina e contém uma membrana elástica interna proeminente. A túnica média dessas artérias é composta quase que exclusivamente por CMLs, com pouquíssimo material elástico (por isso elas ganham essa denominação). Já a túnica adventícia das artérias musculares é relativamente espessa e pode estar separada da média por uma membrana elástica externa evidente. Como exemplos de artérias musculares podemos citar as artérias radial, tibial, poplítea, axilar, esplênica, mesentérica e intercostal.

ROSS, Wojciech Pawlina. Histologia: Texto e Atlas. 7. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016. p. 658.

Artérias de pequeno calibre e arteríolas

Aqui precisamos usar todo o nosso potencial de matemática, Doc!

Isso porque as artérias de pequeno calibre e as arteríolas distinguem-­se umas das outras pelo número de camadas de células musculares lisas na túnica média. Se você conseguir distinguir apenas uma ou duas camadas de CML, você está falando de uma arteríola. Enquanto uma artéria de pequeno calibre pode ter até oito camadas de músculo liso na túnica média.

Já a túnica íntima de uma arteríola pode ou não apresentar uma membrana elástica interna, que, por outro lado, será evidente na artéria de pequeno calibre.

Quanto a função, as arteríolas são responsáveis por controlar o fluxo sanguíneo para as redes de capilares por meio da contração das CML. A contração aumenta a resistência vascular e reduz o fluxo de sangue que vai para os capilares.

Arteríolas – reparem que aqui há apenas 2 camadas de CML na túnica média. Fonte: https://www.histologyguide.com/slideview/MH-024-025-mesentery/09-slide-1.html?x=67898&y=22427&z=100.0

Capilares

Para finalizar Doc, os capilares são os vasos sanguíneos de menor diâmetro, podendo ser menor que o diâmetro de uma hemácia (os eritrócitos, as vezes, precisam se dobrar sobre eles próprios para conseguir atravessar o vaso!). Esses vasos formam as redes vasculares que permitem o movimento dos líquidos contendo gases, metabólitos e produtos de degradação através de suas paredes finas. Existem três tipos diferentes de capilares: contínuos, fenestrados e descontínuos. A diferença entre eles é a permeabilidade (funcionam como peneiras), como ilustrado na imagem abaixo:

ROSS, Wojciech Pawlina. Histologia: Texto e Atlas. 7. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016. p. 661.

Para não esquecer nunca mais

Vamos lá, Doc! O que você precisa lembrar, em ordem decrescente de diâmetro do vaso👇

  • Artérias elásticas: túnica média com muitas fibras elásticas;
  • Artérias musculares: túnica média com muita fibra muscular, camada elástica interna evidente;
  • Artéria de pequeno calibre: entre 3 e 8 camadas de CML na túnica média;
  • Arteríola: máximo 2 CML na túnica média;
  • Capilares: apenas a camada endotelial, podendo ser mais ou menos permeável (contínuo, fenestrado ou descontínuo).

Modificado de GROSSMAN, Sheila C. PORTH, Carol Mattson. Fisiopatologia. 9. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016. p. 1148.

💡Macete

Talvez o mnemônico GEMMPAC te ajude. “Artérias é GEMMPAC“. GEMMPAC é Grande – Elástica, Médio – Muscular, Pequeno, Arteríola, Capilar.

Testando seus conhecimentos

Doc, quer treinar esse assunto e qualquer assunto da medicina com +16.000 questões comentadas, +100.000 Flashcards, Resumos e Vídeo-aulas?

Se inscreva em nosso site para ser avisado da abertura de vagas da Plataforma MEDsimple 👇

Referências

  1. GROSSMAN, Sheila C. PORTH, Carol Mattson. Fisiopatologia. 9. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.
  2. ROSS, Wojciech Pawlina. Histologia: Texto e Atlas. 7. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.
  3. Histology Guide: Virtual Microscopy Laboratory. https://www.histologyguide.com/

Post navigation

2.260 Comments