Início » Exame Físico do Abdome

Exame Físico do Abdome

Doc, de maneira resumida, o exame físico do abdome é subdividido em 4 etapas básicas: inspeção, ausculta, percussão e palpação, exatamente nessa ordem. Iremos explorar bem cada uma dessas etapas, mas, antes disso, é necessário solidificar 2 conhecimentos bem importantes no que concerne às divisões regionais do abdome, então bora lá, Doc! 💡

Uma divisão bastante utilizada é a que separa o abdome em 4 quadrantes através da junção de duas linhas perpendiculares, uma vertical e uma horizontal, as quais se encontram bem na região do umbigo. As 4 áreas divididas recebem os seguintes nomes: quadrante superior direito, quadrante superior esquerdo, quadrante inferior direito e quadrante inferior esquerdo. Perceba na imagem como funciona essa divisão, Doc:

A outra divisão bastante utilizada é a que divide o abdome em 9 regiões a partir do encontro de 4 linhas, duas delas sendo verticais e hemiclaviculares (direita e esquerda) e as outras duas sendo horizontais, uma subcostal e uma transtubercular. As 9 regiões do abdome recebem a seguinte nomenclatura: hipocôndrio direito, epigástrio, hipocôndrio esquerdo, flanco direito, mesogástrio, flanco esquerdo, fossa ilíaca direita, hipogástrio e fossa ilíaca esquerda. Observe nesta imagem, Doc:

Inspeção

Doc, a inspeção do abdome é a primeira etapa do exame físico abdominal e consiste em, basicamente, observar o abdome do paciente e procurar por anormalidades visíveis. Para que isso seja possível, é necessário haver uma boa iluminação na sala da avaliação e um desnudamento da região abdominal.

Nessa etapa, iremos investigar a presença de lesões de pele, de estrias, de cicatrizes, de circulação venosa colateral, de manchas hemorrágicas, de pulsações e de abaulamentos ou retrações incomuns, além de observar a coloração e o aspecto do abdome.

É importante ainda na inspeção relatar qual é a forma do abdome, que pode ser normal ou se apresentar em formato globoso, pendular, de avental, escavado, entre outros.

Ausculta

A ausculta deve ser a segunda etapa do exame físico abdominal pois ela visa, principalmente, verificar a presença e a frequência dos ruídos hidroaéreos, os quais podem se apresentar falsamente alterados após o estímulo provocado pela palpação abdominal.

A ausculta deve ser realizada com o auxílio do estetoscópio, o qual deve ser posicionado nos 4 quadrantes abdominais e mantido por pelo menos 1 minuto para se escutar e para se avaliar a frequência dos ruídos hidroaéreos, que representam a sonoridade dos movimentos peristálticos e da movimentação de gases e de líquidos no trato gastrointestinal.

Além dos ruídos hidroaéreos, comumente abreviados como RHA, é importante avaliar a presença de sopros abdominais, que podem indicar patologias vasculares dentro do abdome.

Percussão

A percussão do abdome deve ser feita com o paciente em decúbito dorsal e utilizando-se a técnica semiológica correta de percutir, sendo esta a terceira etapa do exame físico abdominal. Os seguintes sons podem ser identificados na percussão abdominal, à depender da quantidade de ar presente na região percutida: timpânico, hipertimpânico, submaciço e maciço.

O timpanismo indica a presença de ar dentro de uma víscera oca e, em condições normais, deve ser percebido em quase todo o abdome do paciente, sendo mais nítido na área de projeção do fundo do estômago, no espaço de Traube. Quando há aumento na quantidade de ar dentro da cavidade abdominal, o que pode ocorrer por diversas causas, como uma obstrução intestinal, por exemplo, percebe-se um som de hipertimpanismo.

Quando há uma menor quantidade de ar dentro do abdome ou se percute uma víscera maciça, origina-se o som submaciço. Já a ausência total de ar origina o som maciço, que pode ser percebido na região onde se encontra o fígado.

Com a percussão, é possível realizar a hepatimetria, ou seja, a medição do tamanho do fígado, verificando a presença de hepatomegalia, por exemplo. A determinação da presença de ascite também é definida com a percussão, conforme será melhor explicado em outro post do nosso blog. Também é possível perceber a esplenomegalia com a percussão, quando o espaço de Traube estiver sonorizando um som submaciço ou maciço, ao invés de estar timpânico, como deveria ser normalmente. Doc, observe o espaço de Traube na imagem abaixo:

Palpação

A palpação consiste na quarta e na última etapa do exame físico abdominal, sendo subdividida em superficial e profunda.

A palpação superficial visa estudar principalmente a parede abdominal e as vísceras que alcançam a parede, devendo-se ser realizada com apenas uma mão e com apertos leves em todas as regiões do abdome. O exame superficial visa caracterizar a sensibilidade, a resistência, a continuidade, as pulsações e o reflexo cutâneo-abdominal da parede abdominal do paciente. Se houver dor nesta fase do exame, é importante identificar o local e a irradiação da dor. É importante que o paciente apresente os músculos abdominais descontraídos para que o exame seja bem feito. Se houver contração da musculatura, deve-se diferenciar a contração voluntária da involuntária, distraindo-se o paciente e solicitando-se que relaxe o abdome.

A palpação profunda, por sua vez, visa avaliar os órgãos contidos na cavidade abdominal, além de identificar massas palpáveis e tumorações. O exame deve ser realizado com as duas mãos, uma apoiada sobre a outra, e com compressões mais profundas, necessitando-se igualmente que o abdome do paciente esteja relaxado. Aqui, identifica-se a localização, a forma, o volume, a sensibilidade, a consistência, a mobilidade e a pulsatilidade dos órgãos, das massas palpáveis e das tumorações encontradas. A palpação profunda cursa com a realização de uma série de sinais semiológicos do exame abdominal, os quais serão profundamente destrinchados em outro post do nosso blog.

Bora testar seu conhecimento, Doc?

Resposta

Macete 💡

Doc, para nunca mais esquecer a ordem correta do exame físico abdominal, que é um pouco diferente da ordem semiológica das demais regiões corporais, você vai ter que pedir ajuda pra personagem pepa 😂 e se lembrar da seguinte frase:

I A PEPA?” 🐷

I – INSPEÇÃO

A – AUSCULTA

PE – PERCUSSÃO

PA – PALPAÇÃO

Doc, quer treinar esse assunto e qualquer assunto da medicina com +16.000 questões comentadas, +100.000 Flashcards, Resumos e Vídeo-aulas?

Se inscreva em nosso site para ser avisado da abertura de vagas da Plataforma MEDsimple 👇🏼

Referências

  1. Porto & Porto, Exame clínico 8ª. Edição Guanabara Koogan Rio de Janeiro 2017

Post navigation

2.632 Comments