Início » Regulação da Pressão Arterial

Regulação da Pressão Arterial

A regulação da pressão arterial (PA) é feita por mecanismos de curto e longo prazo, certo, Doc?!

Por curto prazo temos: o barorreflexo e quimiorreflexo. Já a longo prazo temos o sistema rim-líquidos corporais e o sitema renina angiotensina aldosterona (SRAA). Observe os tempos de resposta de cada um desses sistemas no gráfico abaixo:

Barorreceptores

Mecanismo de curto prazo.

Baro significa pressão, ok, Doc? Barorreceptores são receptores de pressão. Essas estruturas estão na bifurcação das carótidas e no arco aórtico. São ativadas por estiramento dos vasos. Ao identificar um aumento da PA por estiramento, enviam sinais ao SNC que ativa o SNA reduzindo a PA por estímulo parassimpático (ACh).

Quimiorreceptores

Mecanismo de curto prazo.

Os quimiorreceptores respondem quimicamente a baixas de PA (abaixo de 80 mmHg). Também se localizam na bifurcação das carótidas e no arco aórtico. São ativados por queda de oxigênio no sangue e aumento de gás carbônico circulante, por isso influenciam diretamente na regulação da ventilação pulmonar e no controle da resistência vascular. Ao identificar esses sinais o SNC responde pelo SNA aumentando a PA por estímulos simpáticos.

Sistema Rim-líquidos corporais e SRAA

Mecanismos lentos, porém mais efetivos na regulação da pressão arterial.

O rim sempre vai estar trabalhando buscando um ponto de equilíbrio fisiológico. Este tende a ser quando a PA média está a 100 mmHg. Observe o gráfico:

Considerando que o débito renal de sal e água é o quanto o rim está eliminando essas substâncias, quando a PA média chega a 50 mmHg o débito tende a zero, porque o rim vai reabsorver esses solutos a fim de aumentar a PA. Já quando chega a 150mmHg, o débito aumenta para quase 3x o valor fisiológico, a fim de reduzir essa PA.

O mecanismo que regula a PA nesse sentido (Rim-líquidos corporais) se apresenta da seguinte maneira👇

  1. o aumento do volume sanguíneo gera
  2. aumento da PA média de enchimento circulatório, que, por sua vez,
  3. aumenta o retorno venoso de sangue para o coração,
  4. aumentando o débito cardíaco, que por autorregulação aumenta a resistência periférica total e
  5. aumenta a PA e o débito urinário para compensar esse aumento da PA.

Esse mecanismo de autorregulação é comandado pelo sistema renina, angiotensina, aldosterona (SRAA). Observe o esquema abaixo:

GUYTON, A. C.; HALL, J. E. Tratado de Fisiologia Médica. Rio de Janeiro: Elsevier.

A renina é uma enzima proteica ou hormônio cuja função básica é promover mecanismos para elevar a PA. É produzida nas células justaglomerulares renais na forma de pró-renina. A renina vai converter o angiotensinogênio em angiotensina l. A angiotensina l será convertida pela enzima conversora de angiotensina (ECA) em angiotensina ll. E ela terá as ações descritas na imagens de reter sal e água e fazer vasoconstrição (arteriolar e venosa) aumentando a PA.

Macete 💡

Doc, se liga no macete abaixo da cascata SRAA👇

NINA vê 1 ANGIO, ECA, eram 2.

Bora testar seu conhecimento?

Resposta

Doc, quer treinar esse assunto e qualquer assunto da medicina com +16.000 questões comentadas, +100.000 Flashcards, Resumos e Vídeo-aulas?

Se inscreva em nosso site para ser avisado da abertura de vagas da Plataforma MEDsimple

👇

Referências

  1. GUYTON, A. C.; HALL, J. E. Tratado de Fisiologia Médica. Rio de Janeiro: Elsevier.

Post navigation

1.345 Comments